%= render 'layouts/carrousel' %>
 63 Visualizações

Pesquisa de clima: Judiciário encerra o ano com bons índices organizacionais

A Favorabilidade atinge a marca inédita de 78,9%

30/12/2021 10:43

Apesar do ano atípico e desafiador, o clima organizacional manteve favorabilidade em alta, segundo revelou a pesquisa realizada entre meados de novembro e dezembro de 2021, com base na Instrução n. 70/2021 - do Tribunal de Justiça de Rondônia. A instituição teve vários aspectos destacados que apresentaram satisfação de servidores(as) e magistrados(as) no âmbito do Poder Judiciário de Rondônia.

O clima organizacional é o conjunto de percepções compartilhadas que magistrados, magistradas, servidores, servidoras, estagiários e estagiárias desenvolvem por meio de suas relações com as políticas, as práticas e os procedimentos do Tribunal de Justiça de Rondônia, formais e informais, como também considera a relação com os colegas de trabalho. A mensuração desses índices se faz mediante pesquisa de clima.

 

Perfil dos Respondentes

Participaram da pesquisa de Clima Organizacional 1.613 (um mil seiscentas e treze) pessoas, ou seja, mais de 49% de toda a força de trabalho do Poder Judiciário de Rondônia, dentre servidoras e servidores, estagiárias e estagiários e magistradas e magistrados, de todas as comarcas.

52% das pessoas respondentes são do sexo feminino e 48% do sexo masculino. Do total, mais de 80% de quem participou da pesquisa possui nível superior completo ou pós-graduação lato ou stricto sensu. Das 1.613 pessoas que responderam à pesquisa, a maioria trabalha no Judiciário rondoniense há mais de cinco anos, sendo que, aproximadamente, 60% dos respondentes têm até onze anos de Tribunal.

Os números apresentados demonstram o interesse em colaborar e a diversidade de quem trabalha no Tribunal de Justiça de Rondônia, avalia Carla Meiriane, diretora da Diadec, “sendo que outras estratégias serão desenvolvidas na próxima pesquisa para que mais pessoas participem”, complementa.

O secretário de Gestão de Pessoas, Gustavo Nicocelli, esclarece que a finalidade do programa de Gestão de Clima Organizacional é tanto identificar e compreender aspectos positivos e negativos que impactam no clima percebido pelas pessoas que trabalham na organização quanto subsidiar e direcionar iniciativas que tornem o clima organizacional favorável e fortaleçam o comprometimento da instituição para com as pessoas e das pessoas para a missão do Judiciário, a prestação jurisdicional

 

Aspectos Positivos

O primeiro aspecto positivo proveniente da pesquisa de Clima Organizacional foi o alcance do Índice de Favorabilidade de 78,9%, marca inédita para a instituição, uma vez que pesquisas anteriores apontaram índice inferior a 60%.

Esse indicador composto considera as seguintes dimensões: relação com o trabalho; integração setorial e interpessoal; remuneração; estilo gerencial; comunicação interna; reconhecimento e desenvolvimento profissional; imagem institucional; processo decisório; benefícios; condições de trabalho; trabalho em equipe; orientação para resultados; e qualidade de vida.

As dimensões mais bem avaliadas foram: trabalho em equipe, que obteve 94,98% de favorabilidade; integração setorial e interpessoal, que alcançou 90,21%; estilo gerencial, que atingiu 89,84%; e orientação para resultados, que demonstrou 86% de favorabilidade.

Porém, se considerarmos os números comparativamente os itens com melhor desempenho entre a última pesquisa e a atual foram os quesitos comunicação, que obteve um crescimento de 46,3% e processo decisório com 51%, o que denota que em época de pandemia, a disseminação interna de informações e  as decisões foram os pontos fortes para enfrentar as dificuldades.

“De maneira estatística e sistêmica, o índice de favorabilidade global considera todas as dimensões trabalhadas na pesquisa e as correlações entre cada resposta, demonstrando, no caso da organização da qual fazemos parte, que o clima geral está favorável e positivo nas relações individuais, interpessoais, intersetoriais e institucionais”, avalia o atual coordenador de Estratégia e Projetos, Felipe Pinheiro.

 

Aspectos a Melhorar

As dimensões que mais apontam aspectos a serem trabalhados e melhorados são: remuneração, que atingiu 63,48% de favorabilidade; qualidade de vida, que obteve 65,03%; e benefícios, que expõe 65,69% de satisfação.

O Presidente do Tribunal de Justiça, Paulo Mori, esclarece a relevância dos indicadores para orientar a gestão, e ressalta que “a instituição tem buscado concretizar a preocupação com a qualidade de vida de todos e todas que aqui trabalham e o senso de equidade dentre as funções desempenhadas e a remuneração e os benefícios recebidos para que o Judiciário de Rondônia continue prestando a jurisdição e atendendo aos anseios da sociedade com excelência”, ressalta.

 

Teletrabalho

De todas as pessoas que participaram da pesquisa de Clima Organizacional, 60% consideraram que a implementação do teletrabalho trará mais qualidade de vida. “Este aspecto tem sido avaliado e estruturado, já que diversos aspectos, internos e externos, devem ser considerados para que as pessoas em teletrabalho possuam maior qualidade de vida e para que o jurisdicionado continue com efetivo acesso à justiça”, ponderou o juiz auxiliar da Presidência, Guilherme Baldan.


Comunicação Interna


Contato

Se precisar, entre em contato.

Tribunal de Justiça de Rondônia
Sede - Rua José Camacho, nº 585 - Bairro Olaria
Cep 76801-330 - Porto Velho, Rondônia
Alô Justiça: 0800-647-7077 Geral: (69) 3217-1152

© 2022 Divisão de Pessoal - Dipes
Versão do Sistema v0.0.4