%= render 'layouts/carrousel' %>
 23 Visualizações

Juízes rondonienses participam do Congresso Brasileiro da Magistratura e do Ministério Público para o Meio Ambiente, em Minas Gerais

Magistrados e membros do Ministério Público de todo o país reuniram-se para discutir “Proteção Ambiental: A missão garantidora do Poder Judiciário e do MP”.

14/08/2019 13:10

Na semana passada, entre os dias 7 e 9 de agosto, dois magistrados rondonienses estiveram no III Congresso Brasileiro da Magistratura e do Ministério Público para o Meio Ambiente, realizado pela Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa), em Araxá (MG). Os juízes Luís Delfino César Júnior, de Porto Velho, e Luís Marcelo Batista da Silva, de Jaru, tiveram sua participação viabilizada pela Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), por meio do Edital 14/2019.

Magistrados e membros do Ministério Público de todo o país reuniram-se no evento para discutir o tema “Proteção Ambiental: A missão garantidora do Poder Judiciário e do Ministério Público – Histórico, tendências e perspectivas”. A abertura foi marcada por homenagens a corporações por sua atuação no caso do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, e pela palestra magna proferida pela ex-ministra do meio ambiente Marina Silva.

Também participaram do congresso a ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmen Lúcia, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e autoridades de Belo Horizonte. O evento foi encerrado com a aprovação da III Carta da Magistratura e do Ministério Público, com registro da preocupação pelo esgotamento da capacidade do planeta para se recuperar da exploração de seus recursos naturais, bem como com a preservação do meio ambiente e a necessidade de se adotar um modelo socioeconômico que atenda às exigências do desenvolvimento sustentável.

“O encontro foi muito rico e de grande valia a respeito da necessidade de controle das atividades potencialmente degradadoras do meio ambiente, à luz da Constituição Federal e da Lei da Política Nacional do Meio Ambiente, tarefa que é irrenunciável, dever do Estado e de toda a coletividade”, diz Luís Marcelo.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO


Contato

Se precisar, entre em contato.

Tribunal de Justiça de Rondônia
Sede - Rua José Camacho, nº 585 - Bairro Olaria
Cep 76801-330 - Porto Velho, Rondônia
Alô Justiça: 0800-647-7077 Geral: (69) 3217-1152

© 2019 Diretoria de Gestão de Pessoas - DGP
Versão do Sistema