Segunda, 29 Julho 2019 21:43

CPE aplica metodologia “5 s” para promover integração entre servidores

A Central de Processos Eletrônicos (CPE) passou por um procedimento de reorganização baseado na metodologia “5 S”, que teve como objetivo aumentar a cultura da disciplina e gerar oportunidades para melhorias na unidade. Os "5 S" se referem a cinco palavras que despertam senso de responsabilidade: "utilização", "ordem", "limpeza", "padronização" e "disciplina".

A proposta da ferramenta é promover a integração dos servidores a um ambiente agradável e acolhedor, tendo em vista que a equipe recentemente passou por mudanças como a divisão em três turnos. O objetivo é que os servidores fiquem mais confortáveis no período de transição de equipes e melhorem a comunicação entre as equipes. Assim, os locais de integração como sala de estar e cozinha foram redecorados e os servidores podem experimentar novas formas de utilização do espaço.

O diferencial dos servidores que trabalham na Central de Processos Eletrônicos (CPE) para os demais é que, aomigrar do cartório tradicional para a CPE, eles passam a trabalhar em vários processos de diversasvaras, explica a secretária da Secretaria de 1º Grau, Cidinha Fernandes.

cidinha

“Eles não ficam mais vinculados a um só sistema, uma só vara, um só juiz. Eles vão trabalharmúltiplas competências e, por isso, nos preocupamos com a saúde laboral dos servidores. A produtividade está diretamente relacionada ao bom sentimento que o servidor tem sobre o trabalho”, defendeu.

A responsável por aplicar a metodologia no local foi a servidora Carla Janaína Mendonça. Segundo ela, a perspectiva para atingir as metas de produtividade não acontece de forma isolada, por isso é necessário trabalhar a integração e o fortalecimento das equipes para que o objetivo em comum seja alcançado.

“Nós acreditamos nessa integração, pois a perspectiva de trabalho da CPE é que a produtividade não acontece de forma isolada. Queremos trabalhar a integração e o fortalecimento das equipes para que possamos alcançar a produtividade exigida pela instituição sem comprometer as pessoas, o crescimento profissional e as relações entre elas”, explicou a servidora, cujo papel é prestar apoio necessário para gerenciar as equipes.

CPE

A CPE é uma serventia que presta serviços cartorários às varas que migraram para ela. Atualmente, processa feitos (processos eletrônicos) de 24 varas da comarca de Porto Velho mais 9 do interior.

A CPE trabalha com procedimentos padronizadose parametrizados. Essa equação resultou em aperfeiçoamento das atividades jurisdicionais eaumento de produtividade. A CPE conta com 122 técnicos judiciários, 17 gestores de equipe, 16 estagiários de nível superior em direito e 2 coordenadores.

cozinha

Assessoria de Comunicação Institucional