Quarta, 31 Julho 2019 20:47

Expansão do “Apadrinhando uma História” alcança interior de RO

A 3° fase de expansão do projeto “Apadrinhando uma História”, realizada entre os dias 22 e 26 de Julho, pela Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) e Prefeitura de Porto Velho, chegou às comarcas de Rolim de Moura, Nova Brasilândia Do Oeste e Alvorada do Oeste.

O “Apadrinhando” tem como objetivo sensibilizar e captar pessoas com interesse e disponibilidade de se tornarem “padrinhos e madrinhas” de crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional. A proposta da expansão é inserir o projeto nas comarcas do interior do Estado de Rondônia.

Apadrinhando 1

A Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja) da CGJ foi a responsável por apresentar as atividades aos servidores. Na comarca de Rolim de Moura há grande probabilidade de se implantar o projeto efetivamente, pois a unidade de acolhimento do município conta com cinco crianças em situação de acolhimento institucional.

As próximas visitas estão previstas para o mês de Agosto, nas comarcas de Ariquemes, Jaru, Ouro Preto do Oeste e os distritos de Teixeirópolis, Vale do Paraíso, Mirante da Serra e Nova União.

Apadrinhando 2

Projeto Apadrinhando uma História

Existem três modalidades de apadrinhamento: afetivo, provedor e prestador de serviço. O afetivo é destinado a padrinhos que visitam regularmente a criança ou adolescente, buscando-o para passar finais de semana, feriados ou férias escolares em sua companhia.

O provedor fornece suporte material ou financeiro à criança e ao adolescente, seja com a doação de materiais escolares, calçados, brinquedos, seja com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar e prática esportiva.

O prestador de serviço pode ser desempenhado por um liberal que se cadastra para oferecer sua especialidade de trabalho às crianças e adolescentes participantes do projeto.

Apadrinhando 3

Assessoria de Comunicação Institucional