Sexta, 26 Julho 2019 15:42

Ciclo de Palestras: Juiz destaca CNJ e o papel da Corregedoria em vivência com servidores

Servidores participaram de uma oficina com o juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), Cristiano Gomes Mazzini, que compartilhou parte de sua experiência como magistrado em meio à relação entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ). O encontro foi realizado na tarde de quinta (25), no auditório do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO).

Na oportunidade, o juiz falou sobre o papel do Conselho sobre as unidades judiciárias, aspectos técnicos e o funcionamento das Metas Nacionais propostas pelo CNJ aos tribunais brasileiros relembrando que, em 2018, o TJRO cumpriu todas as metas do CNJ e o 1º Grau de Justiça rondoniense foi um dos grandes responsáveis pelo feito.

Servidores

“É gratificante constatar que somos um Tribunal competente e que grande parte desse trabalho é possível por conta de magistrados e servidores engajados em desempenhar suas funções com dedicação. É um trabalho árduo que merece esse reconhecimento”, disse o juiz.

Além dos assuntos específicos, ele também compartilhou relatos sobre sua própria experiência profissional, o que agradou servidores como Celina França. “Ele falou de forma leve sobre assuntos que não são fáceis e despertou interesse para compreender mais sobre Metas e Glossário, por exemplo. Mas o que eu mais gostei foi de ouvir as experiências vividas por ele. Essa é a parte mais legal do projeto”, disse a servidora da Corregedoria.

Na oportunidade, estiveram presentes pessoas da CGJ e da Secretaria de 1º Grau, responsável pela Central de Processos Eletrônicos (CPE) e outras unidades. Um dos coordenadores da Central, Peterson Vendrameto, disse que a experiência foi importante para que os servidores compreendessem a realidade das metas além dos números.

Dr Mazzini 1

“Trabalhando no dia a dia não percebemos a importância do nosso trabalho para o cumprimento dessas metas, que não traduzem apenas em relatórios, mas em justiça célere e eficiente”, completou o servidor.

Ciclo de Palestras

A oficina ministrada pelo juiz integra iniciativa da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) que desde abril propôs o compartilhamento de conhecimentos e experiências entre servidores e magistrados da CGJ para abordar matérias pertinentes às atividades do Poder Judiciário de Rondônia.

Já foram compartilhadas vivências de elaboração de projetosfinançascartórios extrajudiciais e mutirões e sistemas.

Assessoria de Comunicação Institucional