Este site possui recursos de acessibilidade para web visando à inclusão e autonomia de todas as pessoas.

Segunda, 07 Outubro 2019 16:48

Comarca de Ji Paraná adere ao programa Entrega Protegida

 entrega protegida

 

Criado no ano passado com o objetivo de alertar a sociedade sobre a insegurança da adoção ilegal, o programa Entrega Protegida, do Tribunal de Justiça de Rondônia, ganhou a adesão de Ji-Paraná. As ações, que são desenvolvidas na capital, agora também vão acontecer na comarca. O lançamento do programa no município foi durante um evento em parceria com o Ministério Público do Estado, na última sexta-feira, 4, durante uma sessão itinerante da Câmara Municipal realizada no dentro do Centro de Acolhimento Adélia Francisca.

entregaJipa2

A finalidade do projeto é sensibilizar a mãe biológica que pretende entregar o filho para adoção, profissionais de saúde, técnicos de unidades acolhimento e outros segmentos da sociedade que atuem durante o processo, que é amparado pela legislação, sobre os cuidados que devem ser tomados. A entrega protegida garante que as crianças fiquem sob monitoramento judicial e sejam encaminhadas para as famílias cadastradas e supervisionadas pelo Juizado.

entregaJipaDurante o evento, a juíza titular da Vara da Infância, Ana Valéria de Queiroz Santiago Zipparro explicou os trâmites legais do processo de adoção, que podem se estender por anos. Com o projeto Entrega Protegida, essa espera pode ser reduzida além de ser acompanhada por equipe multidisciplinar, evitando que a mãe entregue a criança sem garantias. “Muitas vezes essas pessoas que querem adotar e que não passam pelo Núcleo do juizado da infância estão querendo crianças por uma motivação equivocada e eles acabam se arrependendo porque a criança não atende a expectativa e eles acabam crescendo e chegando a uma unidade de acolhimento com menos chance de adoção”, explica a magistrada.

Além da juíza, também prestaram esclarecimentos sobre o Entrega Protegida as profissionais da Vara de Proteção à criança e ao Adolescente, as assistentes sociais Viviani Bertola Oertel e Emeriana Silva. Servidores, profissionais de saúde, técnicos que atuam em unidades de acolhimento passarão por capacitação para atuarem no projeto.

 

 

Assessoria de Comunicação Institucional

Poder Judiciário de Rondônia

Poder Judiciário do Estado de Rondônia
Alô Justiça 0800-647-7077 | Geral (69) 3217-1152
Sede - Rua José Camacho, nº 585 - Bairro Olaria
Cep 76801-330 - Porto Velho, Rondônia