Notícias

Notícias (347)

IMG 3944

A ansiedade será o tema abordado na live desta quinta-feira (28), no Instagram, do projeto Declare Seu Amor (@declareseuamorcampanha).

A juíza e idealizadora do projeto, Ana Valéria Zipparro, vai conversar com o psicólogo Guilherme Sansaloni, às 18h.

“Por conta da pandemia, diversos planos tiveram de ser repensados. Com tantas mudanças repentinas veio a necessidade de nos reinventarmos, mudar hábitos e criar novos mecanismos. Queremos falar sobre novas rotas a serem seguidas neste período difícil”, explicou a juíza.

Lives Declare Seu Amor

Semanalmente, o projeto recebe algum parceiro para dividir informações com os internautas sobre temas variados e diversas categorias, para que todos conheçam aspectos do projeto como as destinações para fundos da criança e do adolescente, além do benefício fiscal, definiu o presidente da Coordenadoria da Infância e da Adolescência do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Isaías Fonseca.

Declare Seu Amor
O Projeto Declare Seu Amor é iniciativa do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), por intermédio da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), idealizado pela juíza da Vara de Infância e da Juventude, Ana Valéria Ziparro. Trata-se de uma campanha de conscientização e incentivo para destinação de até 3% do Imposto de Renda devido à União para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Para acompanhar, clique aqui e siga a rede social do projeto.

Saiba mais em: Declare Seu Amor: Lives com instituições e conselhos fortalecem ações em prol da infância e da adolescência

Assessoria de Comunicação Institucional

Aprincipals quartas-feiras serão diferentes no Instagram do “Declare Seu Amor”: semanalmente algum parceiro do projeto terá um espaço para dividir informações com os internautas. Hoje (29) foi a primeira live, que abordou “captação de recursos para projetos de proteção e promoção das crianças e adolescentes”. O bate-papo aconteceu entre o presidente da Coordenadoria da Infância e da Adolescência do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), desembargador Isaías Fonseca, e a presidente da Fundação Jicred, Angelita Barboza Nogueira.

Alguns participantes aproveitaram para enviar dúvidas sobre a destinação do dinheiro para projetos específicos; se há outros meios de serem feitas doações às instituições e como é feito o acompanhamento do recurso, dentre outros. Muitos usuários também aproveitaram para parabenizar a iniciativa.

“Fico muito feliz e grata pela participação de todos. Meu coração se enche de alegria, mas é sempre bom lembrarmos que, mais importante que conseguir o recurso disponível no fundo, precisamos contribuir para que este tenha dinheiro. Por isso, vamos “Declarar o nosso Amor” para que cada vez mais instituições possam ter acesso e fazer valer o direito de crianças e adolescentes. Divulguem e falem sobre o projeto”, disse a presidente Angelita.

O desembargador Isaías Fonseca também declarou ser agradecido por participar da ação. “Eu estou, literalmente, usando a camiseta do projeto. Agradeço a todos que participaram da live, e quero lembrar: quando forem prestar as contas com o Leão aproveitem para Declarar seu Amor”, disse o magistrado.

A live ainda está disponível no instagram do Declare Seu Amor. Clique aqui e acesse.

Declare Seu Amor
O Projeto Declare Seu Amor é iniciativa do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), por intermédio da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), idealizado pela juíza da Vara de Infância e da Juventude, Ana Valéria Ziparro. Trata-se de uma campanha de conscientização e incentivo para destinação de até 6% do Imposto de Renda devido à União para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Reunião com Conselhos

As lives foram resultado de uma intensa troca de experiência entre os integrantes do projeto Declare Seu Amor, instituições filantrópicas da comarca de Ji-Paraná e os 22 Conselhos de Direitos Municipais do Estado de Rondônia.

Na reunião com os 22 Conselhos de Direitos Municipais do Estado de Rondônia, realizada na última sexta (24), foram abordados pontos como a possibilidade de gastos dos valores dos Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente com os impactos sociais da pandemia da Covid-19; a contribuição de todos os Conselhos de Direito para a divulgação da campanha e a importância, orçamento e a possível recomendação aos magistrados com competência na área da Infância e da Juventude, para destinarem valores de multas para os Fundos de Direitos de suas comarcas.

Reunião com instituições

Na quinta (23), o desembargador Isaías Fonseca conheceu as instituições que estão cadastradas no Fundo de Ji-Paraná e aptas a receberem os recursos da Receita Federal. Uma das participantes, a presidente da Fundação Jicred, Angelita Barboza Nogueira, disse que a reunião foi um passo fundamental para o fortalecimento das instituições de Ji-Paraná.

“Em 15 anos de trabalho no Conselho é a primeira vez que eu vejo a Justiça, por meio de seus magistrados, se interessarem pelas instituições e como elas estão. Para mim é um avanço muito grande”, disse.

Durante a reunião, o desembargador Isaías Fonseca falou com os presentes, deu ideias de projetos voltados à área de esporte e cultura e se colocou à disposição para ajudar as instituições no que for necessário.

De acordo com a coordenadora do projeto, juíza Ana Valéria Ziparro, a ideia é continuar fomentado o projeto.

Participaram da videoconferência, os presidentes e/ou representantes Angelita Barboza Nogueira, da Fundação Jicred; Ronildo Silva Farias, da Associação Abadá; Gerli Avelino Diniz, secretária Municipal de Educação; Francisco Marcos Gomes da Páscoa, da Apae de Ji-Paraná; Maria Sônia Grande Reigota Ferreira, secretária Municipal de Assistência Social; Katiliane Dantas Ferreira, do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case); Rosângela Santos da Silva, da Associação Evangélica de Assistência Social Redenção; Fábio Rodrigues de Souza, do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE); Lidiane Tanazildo da Costa, vice-presidente do CMDCA; Luciano Hermes Pereira; Guarda Mirim de Ji-Paraná; Ermelindo Dias Vasques, do Centro Educativo Dom Bosco – CEDB; Maria de Lourdes Dantas Alves, da Instituição de Acolhimento Adélia Francisca Santana; Ivone Cassimiro da Silva Pinheiro, da Associação Evangélica de Assistência Social Redenção; Ana Lúcia Teixeira e Rita Priscila Gonçalves Carneiro, do Projeto Orquestra em Ação da Associação de Amigos da Orquestra.

Assessoria de Comunicação Institucional

Página 6 de 25